6 erros comuns ao utilizar alho como medicamento - Casa da Vovó

Thumb 6 erros comuns ao utilizar alho como medicamento

6 erros comuns ao utilizar alho como medicamento

6 erros comuns ao utilizar alho como medicamento

As propriedades medicinais do alho normalmente não são utilizadas da forma correta

Muitas pessoas usam alho, por causa de suas grandes propriedades medicinais, para curar infecções ou até mesmo doenças.

O alho pode ser utilizado em forma de xarope natural, para tratar infecções pulmonares.

No entanto, se você quiser usar o alho como um preventivo de doenças para a sua saúde, é importante saber como usá-lo corretamente. Caso contrário, seus benefícios serão limitados e  você pode não obter os resultados positivos esperados.

Se você está tentando usar alho como um medicamento natural, saiba que você precisa evitar uma série de erros comuns, para realmente colher seus benefícios.

Aqui listamos 6 erros mais comuns cometidos por quem utiliza o alho como medicamento.

1. Usar o alho cozido

Cozinhar o alho é completamente aceitável, se for usado para condimentar a sua comida. No entanto, o cozimento destrói um elemento ativo do alho, a alicina.

A alicina é um dos compostos contidos no enxofre, encontrado no alho, conhecido como tiosulfinados, esta propriedade é ativada quando o alho cru é mastigado, esmagado ou cortado.

Mas ele perde facilmente as suas propriedades, quando exposto ao calor, por isso cozinhar o alho reduz seu potencial de cura e deve ser evitado.

Dica para manter as propriedades ativas do alho, quando for cozinhar:

  • Primeiro esmague o dente de alho;
  • Aguarde 10 minutos antes de cozinhar, para maximizar os benefícios (isso assegura a síntese máxima de alicina, e também faz com que seja mais estável e resistente ao cozimento e ao calor);
  •  Em seguida, cozinhar em fogo médio ou calor moderado, por um curto período de tempo.

2. Tomar o alho em cápsula

Para evitar o odor e o sabor forte, algumas pessoas optam por tomar pílulas de alho em vez de mastigá-las.

Nem sempre o mais fácil é o melhor, como mencionado acima, para ativar o composto curativo, é necessário ingerir o óleo e o alho esmagado.

Lembre-se sempre que nenhum comprimido, pó ou na forma seca pode se igualar ao potencial terapêutico do alimento em seu estado natural.

O mau cheiro de gás de fósforo desaparece quando o alho é seco, processado ​​ou cozido, porém o alho seco pode até manter propriedades antioxidantes e pode ajudar a combater os radicais livres, mas nunca da mesma forma que o alho cru.

É importante ressaltar que o alho deve ser mastigado ou esmagado, para ativar suas propriedades.

3. Usar alho velho

Certifique-se que os dentes de alho que você compra são frescos e não foram guardados por um longo período.

O alho fresco tem uma faixa verde que corre embaixo do centro do dente.

E como sempre, o alho orgânico é de longe a escolha mais saudável.

4. Usar pouco alho

Se você está empenhado em combater uma infecção, naturalmente, você terá que comer uma quantidade generosa de alho.

Apenas um pequeno dente provavelmente não fará o efeito desejado.

Como doses terapêuticas, devem ser consumidos de dois ou três dentes, de tamanho médio, por dia.

Há relatos de pessoas que combateram infecções graves, apenas mastigando de dois a três dentes de alho, duas vezes por dia.

5.  Não se esqueça de cuidar da flora intestinal

É sabido que o uso do alho como um antibiótico, em grandes quantidades, pode afetar a flora intestinal e acabar com bactérias amigas.

Tal como acontece com outros antibióticos, um bom fornecimento de probióticos, são necessários para se obter um equilíbrio do intestino.

A melhor maneira de fazer isso, é consumir alimentos fermentados, contendo uma grande quantidade de probióticos, como por exemplo: iogurte, kombuchá, missô e vegetais fermentados (chucrute, kimchi).

Se você achar que é difícil encontrar comida fermentada, você pode comprar suplementos probióticos.

6. Não manter uma dieta saudável

Você não pode esperar que o alho faça todo o trabalho sozinho.

É também necessário adotar um estilo de vida saudável, e uma dieta que promova o processo de cura.

Uma dieta rica em açúcares e alimentos processados ​​é contraria ao bem-estar do seu sistema imunológico.

Seus esforços devem ser apoiados por alimentos de boa qualidade, para atender suas necessidades e proteger sua saúde, tais como legumes, frutas, probióticos, óleos saudáveis, proteína magra e beber muita água.

Dicas para comer alho fresco

Selecionamos aqui algumas formas de consumir o alho como um antibiótico: comê-lo cru!

Nem todo mundo gosta do seu sabor e consequentemente, há sempre algum tipo de rejeição, mas alguns naturebas de carteirinha, sugerem esmagar o dente de alho e deixar descansar por 10 a 15 minutos.

Em seguida, você pode misturar o alho com iogurte, maçã, mel, ou algum outro agente que torne mais fácil e o sabor mais atraente.

Você deve comer alho cru de estômago vazio?

As vezes é aconselhável  mastigar o alho na parte da manhã, antes do café, e mesmo antes de beber água (você pode precisar de um copo de água para aliviar a sensação ao engolir, especialmente se você está consumindo mais de um dente).

No entanto, note que para algumas pessoas, o alho cru com o estômago vazio pode causar irritação no trato digestivo.

O consumo de quantidades excessivas de alho cru, especialmente com o estômago vazio, pode causar desconforto gastrointestinal, flatulência e alterações na flora intestinal.

É sempre aconselhável começar com pequenas quantidades, e observar a reação do seu corpo.

Isso também é importante, porque algumas pessoas são alérgicas ao alho e elas podem desenvolver uma variedade de sintomas, incluindo inchaço, diarreia, náuseas, vômitos e reações cutâneas diversas, como erupção cutânea, eczema, entre outros.

As pessoas que são intolerantes ao alho cru, podem consumir em pequenas quantidades, mas seus sintomas podem aparecer quando a dose é aumentada.

No entanto, na maioria das pessoas, a ingestão do alho não produz efeitos colaterais.

Como utilizar alho para tratar infecções de pele?

O alho é um antibiótico natural, é um ótimo tratamento para qualquer tipo de infecção da pele.

Principalmente para infecções de feridas, resfriado comum, hipertensão e muitas outras doenças.

A propriedade antibiótica do alho pode matar Staphylococcus e o E. coli, assim como muitos outros fungos e bactérias.

No entanto, o alho é muito forte para ser aplicada diretamente sobre a pele e pode causar sensibilidade e irritação da pele.

Para usar com segurança o alho, e se livrar de qualquer infecção bacteriana ou fúngica da pele, deve ser diluído. Veja a receita:

Ingredientes:

  • Alho: 2 a 3 dentes;
  • Óleo de coco: suficiente para diluir.

Modo de preparo:

1. Pegue de 2-3 dentes de alho e esmague;

2. Deixe descansar por 10 minutos (isso permite que a alicina seja ativada);

3. Misture o alho esmagado com um pouco de óleo de coco (pode substituir o óleo por aloe vera ou mel).

Modo de usar:

Aplique a mistura de alho na pele afetada, note que se você sentir uma sensação de queimação, deve reduzir a quantidade de alho na mistura.

Continuar a aplicar o tratamento natural até que sua pele esteja livre de quaisquer sinais de infecção.

Importante: as dicas do site não substituem uma consulta ao médico!

Compartilhe!

Fonte:http://www.dicasonline.tv

Envie um comentário :

Outros Posts da Casa da Vovó: